sábado, 31 de dezembro de 2011

Terço e Novena de Natal para Colorir















Sagrada Família!  Jesus, Luz do Mundo que nos Ilumina.


A Virgem Santíssima deu à luz o Filho de Deus concebido em seu ventre. É a Palavra de Deus que se fez carne e veio morar entre nós. O Senhor se fez humano para tornar divinos os humanos. Jesus, Filho de Maria, Filho de Deus, carne da nossa carne, é a luz do mundo que a todos ilumina.

O conhecimento da glória de Cristo é a fonte de nossa bem-aventurança eterna. Vendo-O como Ele é, seremos feitos em semelhança a Ele. (cf. I Ts 4,17; Jo 17,24; 1 Jo 3,2).
Ao encerrarmos este ano de 2011, louvemos e agradeçamos a Deus por tudo o que nos concedeu ao longo deste período e peçamos-Lhe que nos faça contemplar a Sua glória já aqui na terra para que, no céu, nos configuremos a ela.
Aproveito para expressar meus votos de um feliz e abençoado Ano Novo a você e a todos os seus familiares!
Padre Bantu Mendonça

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Cartão

                  Que este Ano! Sejamos humildes de coração e compreensivos com nossos irmãos.
                                                                                 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

CALENDÁRIO LITÚRGICO


CONHEÇA O CALENDÁRIO LITÚRGICO
ANO LITÚRGICO
ADVENTO:
Começa no quarto domingo antes do Natal. É o tempo da espera da vinda do Senhor. Nesse tempo meditamos, nos dois primeiros domingos, a segunda vinda, no fim dos tempos, e nos dois últimos domingos, a primeira vinda, que já ocorreu no Natal.

NATAL:
Começa no dia 24 com a Missa da Noite e termina no domingo depois da Epifania.

TEMPO COMUM
São de 32 a 34 domingos, iniciados na segunda feira depois do Batismo do Senhor (que é celebrado logo depois da Epifania), interrompidos na 4ª feira de Cinzas e retomados após Pentecostes. Termina geralmente no último ou penúltimo domingo de novembro, ou seja, no sábado do 4º domingo antes do Natal.

QUARESMA:
Desde a Quarta Feira de Cinzas até a Missa da Ceia do Senhor, na Quinta-Feira Santa, exclusive (essa missa já pertence ao Tríduo  Pascal e não é mais quaresma).

SEMANA SANTA E TRÍDUO PASCAL:
Começa com o Domingo de Ramos e termina com a Vigília Pascal. O Tríduo Pascal da Paixão e Ressurreição do Senhor: Missa da Ceia do Senhor, Missa da bênção dos santos óleos, Sexta-feira Santa, Vigília pascal e domingo de Páscoa.

TEMPO PASCAL:
Começa com o domingo de Páscoa e vai até o domingo de Pentecostes, por cinquenta dias.

LEITURAS BÍBLICAS:
Para as leituras dos domingos, temos três anos: A, B, C, sendo “A” – S. Mateus, “B” – S. Marcos e “C” – S. Lucas.Eestamos no ano C, de 2016, S. Lucas, desde o primeiro domingo do advento. O Evangelho de S. João é lido nos tempos especiais (de Natal e Pascal).


A LITURGIA
Se você olhar no dicionário, lerá que é “O conjunto dos símbolos, cânticos e cerimônias pelas quais se externa o culto religioso”. É o ritual pelo qual expressamos, em comunidade, nossa fé. A liturgia mostra a realização de nossa santificação por sinais sensíveis e solenes. O tema é muito extenso. Vou tentar mostrar apenas alguns aspectos e símbolos mais usuais:

A VELA:
Símbolo de Jesus Ressuscitado, a luz do mundo e de nossa fé.

FLORES:
A alegria, a festa, a beleza da natureza criada por Deus, o paraíso, a paz.

ALTAR:
Representa a pessoa de Cristo, no qual oferecemos tudo ao Pai. Na Igreja primitiva era costume celebrar a Missa sobre os corpos dos mártires. Até hoje o corporal, aquele pano quadrado, tem esse símbolo. Até o Concílio Vaticano II, todo altar tinha um pedaço de mármore com a relíquia de um santo mártir. Atualmente basta o corporal.

A CRUZ:
É o símbolo de nossa salvação, onde morreu Jesus para nos libertar.

INCENSO:
Muito mencionado na Bíblia, sempre foi um perfume oferecido a Deus. Jesus ganhou incenso dos magos. O incenso se oferece sempre a Deus e para a consagração das coisas que a ele vão ser oferecidas. Na Igreja do rito Copta, do Egito, todos os dias usam e “abusam” do incenso. É incrível como gostam disso.

O SACRÁRIO:
É onde guardamos a comunhão para os doentes e para a Adoração ao Santíssimo. Há sempre uma luzinha acesa, para indicar ali a presença de Cristo vivo, na Eucaristia.

CORES LITÚRGICAS
O verde é usado nos domingos e dias de semana do tempo comum.
Branco: Natal, tempo do Natal, Páscoa, Tempo Pascal, festas de Jesus, N. Sra e dos santos que não morreram mártires.
Vermelho: festas do Espírito Santo, Sexta Feira Santa e mártires.
Roxo: quaresma, advento, missa dos mortos.
Rosa: 4º domingo da quaresma, 3º domingo do advento e, se quiser, segundo a opinião das comissões oficiais de liturgia, em todo o tempo do advento, que não é mais de estrita penitência, mas de “alegre expectativa do nascimento do Senhor”.
                                                                             


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Música Natalina

                                                                               
Uma das músicas que mais me emocionam no Natal é essa.. 
O nome dela é Bom Natal!


Quero ver você não chorar 

Não olhar pra trás, nem se arrepender do que faz



Quero ver o amor crescer

Mas se a dor nascer, você resistir e sorrir

 

Se você pode ser assim tão enorme assim eu vou crer 

Que o natal existe, que ninguém é triste

 
Que no mundo há sempre amor
Bom Natal, Um Feliz Natal

 
Muito Amor e Paz pra vocês
(toque o acorde apenas uma vez)
Pra vocês.

Que o natal existe, que ninguém é triste

 
Que no mundo há sempre amor

 
Bom Natal, Um Feliz Natal
Muito Amor e Paz pra vocês 
(toque o acorde apenas uma vez)

 
Pra vocês.

Feliz Natal - Cartão

                

            

Dezembro é o tempo mais lindo do ano. Mais que a mais bela das primaveras, é primavera em nossas almas, em nossos lares e o mundo todo como que exala um odor diferente, transcendente.

É que DEUS desceu do Céu para ser Emanuel “DEUS CONOSCO”.

E desce novamente sempre onde e quando há um lugar para ELE...

Construindo nossos presépios sentimos a alegria, a candura desta Criança a invadir-nos e um desejo imenso de união. Sentimos com que o MENINO JESUS quer presentear-nos neste e em cada Natal.

É o sinal da Sua Presença em nós e será tanto maior quanto mais espaço Lhe dermos.

Queremos por isso construir para este Natal um Presépio especial para que nosso DEUS encontre um lugar aconchegante onde possa repousar tranquilamente.

Para a madeira do chão escolhemos uns barrotes fortes como aqueles que formarão a Cruz, aceitando e oferecendo nossa cruz cotidiana.

No meio, sobre eles como assoalho colocamos uma tábua lisa e limpa que é o cumprimento pronto do dever.

A alegria, o amor, o desejo de ser caritativo e a força protetora contra as intempéries e ataques vindos de todos os lados, formarão as paredes.

No teto colocaremos as tábuas da nossa compreensão amorosa para com DEUS em Seus Sábios Desígnios para conosco e para com o próximo, e as palhas do zelo e da atitude cheia de discrição, do silêncio amoroso e orante.

Quando estiver pronto colocaremos dentro nossos pequenos e delicados presentes:

Peninhas: nossas boas obras,

Espigas: nossa prontidão para o bem e para fazer algo que nos custa,

Palhinhas macias: nosso anseio de abraçá-Lo, e até um

Paninho de linho: a nossa disponibilidade.

Mas também o nosso coração caloroso, olhos límpidos e mãos muito limpinhas e um quartinho, o da nossa vida interior, muito bonito. Uma florzinha de amor, uma boa sopinha, a nossa generosidade e uma canção de embalar para que o Menino adormeça em Seu berço.

E os Anjos chamam-nos do meio de nossas vicissitudes:

“Vinde, vinde! Vamos ao encontro do Senhor. Não queremos esperar que ELE passe, mas queremos ir ao Seu encontro. Ele deve ver como nos alegramos! Vinde e deixai a alegria brilhar nos vossos olhos, deixa o vosso coração bater mais depressa, pois já vislumbramos algo!”

É o SENHOR que veio. É NATAL!”

 

Os sinceros votos de um Feliz, Santo e Abençoado NATAL junto à Sagrada Família.